Agrosoft Brasil

Agrosoft: Um jeito gostoso de ficar bem informado!
Leia o Agrosoft do seu jeito: Email - Facebook - Twitter - Blogger - RSS

Caixa cria linha de crédito para eletrodomésticos, móveis e material de construção

Publicado em 13/11/2008 na seção noticias :: Outros formatos: Texto e PDF

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou ontem (12/11), em São Paulo, o Crediário Caixa Fácil, linha de financiamento de bens consumo como eletrodomésticos, eletrônicos, móveis, aparelhos de TV, vídeo e material de construção. O objetivo é estimular a demanda por bens de consumo e ampliar o volume de concessão de crédito, beneficiando a população de menor renda. Destinado a pessoas físicas, o financiamento terá valor máximo de R$ 10 mil, com prazo de 24 meses para ser quitado.


A CEF liberou R$ 2 bilhões em recursos para os quatro primeiros contratos assinados no evento de lançamento da linha de financiamento. Os parceiros que assinaram os contratos receberam R$ 100 milhões para a aplicação nos primeiros 12 meses.

Com a nova linha de crediário, a Caixa entra no financiamento direto das vendas no mercado varejista. As taxas de juros serão prefixadas de acordo com o mercado de cada varejista e seus custos operacionais. As operações serão feitas nas próprias lojas. O pagamento será realizado por meio de boleto ou débito em conta corrente.

Segundo o vice-presidente de atendimento da Caixa, Carlos Borges, além das 150 lojas englobadas pelas redes varejistas de São Paulo (Baú Crediário), Santa Catarina (América Móveis), Pernambuco (Tradição Móveis) e Rio Grande do Sul (Certel), há ainda outras 252 redes varejistas, somando 11 mil lojas que podem ser parceiras da caixa no crediário. As negociações estão em curso com redes do Pará, Rio de Janeiro, Brasília e outra de São Paulo. "Vamos colocar crédito a uma taxa de juros que, tenho certeza absoluta, será muito menor do que a do mercado."

Ele enfatizou que o lançamento da nova linha de financiamento não ocorre em virtude da falta da crédito devido à crise econômica mundial. Segundo borges, a Caixa já vem discutindo, estudando e se preparando para esse projeto há, pelo menos, sete meses. Ele reiterou que o banco tem credibilidade, estrutura e linha de crédito para atender todos os segmentos da sociedade. "Nós estamos apostando no crescimento, na estabilização, no crédito, no nosso país."

O vice-presidente de Pessoas Físicas da Caixa, Fábio Lenza, explicou que, no caso do material de construção, o Crediário Caixa Fácil é um complemento para o já existente Construcard, destinado ao financiamento de material de construção, com prazos mais longos, para reformas maiores e programadas. "O novo crediário será usado para compras de produtos de consumo, de varejo. Por exemplo, ele quer um armário embutido ou um papel de parede, ele entra na loja e sai com o produto e o crédito aprovado na hora", explicou Lenza.

A parceria com as lojas deve ampliar o saldo da carteira de crédito comercial para pessoa física da Caixa de R$ 12 bilhões para até R$ 15 bilhões. Além disso, pode ampliar a rede de correspondentes da CEF, que já chega a 18 mil em todo o país, incluindo as lotéricas.

FONTE

Agência Brasil
Flávia Albuquerque
Repórter

Colaborou Kelly Oliveira, de Brasília

AGROSOFT
Um jeito gostoso de
ficar bem informado!
Leia o Agrosoft do
seu jeito:
Email
Facebook - Twitter
Blogger - RSS